quinta-feira, 5 de maio de 2011

Os cristãos e seus atos preconceituosos





  Em pleno século 21, presenciamos algumas coisas que ainda envolvem o cristianismo.
  Hoje estava dando uma olhada até ver uma notícia que me incomodou um pouco.
  O pastor da igreja da assembléia de Deus Vitória em Cristo Silas Malafaia está iniciando uma “cruzada” contra a lei PLC 122/2006, mas então eu pergunto, porque isso?
 Esse ódio criado por esse pastor vem aumentando cada vez mais dentro do mundo gospel, onde outros pastores e até cantores da área gospel estão o apoiando, pois eles estão até “tuitando” para que seus seguidores e membros enviem e-mails para os ministros do STF, deputados e senadores para que reprovem a união homoafetiva e que reprovem a lei que criminaliza a homofobia, e com isso usam argumentos em defesa da família e contra a pedofilia, aumentando cada vez mais o ódio sobre os homossexuais, mas porque isso?
   Desde muito tempo, a igreja cristã (católica e evangélica) vem sendo contra as leis que defendem as minorias, os direitos humanos, pois seguindo seus preceitos bíblicos, nunca concordam com a evolução da humanidade, porém, eles mesmos não conseguem evoluir.
   Desde a época da inquisição, o cristianismo vem perseguindo essas minorias, que seriam não crentes, mulheres, homossexuais, judeus, bruxas e etc. Mas com o Iluminismo na frança no século XVII, eles começaram a perder forças, pois em decorrer do tempo foram criando-se leis para que todos possam viver em igualdade, mas o cristianismo em muitos das lutas dos direitos humanos, se voltavam contra.
   A igreja sempre se prostou contra a cultura dessas minorias, marginalizando suas raízes como danças, religiões, artes marciais, etc e demonizando eles como se fossem monstros.
   Durante a época onde o Brasil vivia uma luta para acabar com a escravidão, apenas uma minoria cristã apoiava os abolicionistas, pois no país, ficaram famosos os sermões do padre Antônio Vieira aos africanos recém chegados à colônia portuguesa: É melhor ser escravo no Brasil e salvar sua alma do que viver livre na África e perdê-la. Às vésperas de 1888, abolicionistas solicitaram ao Papa que se aliasse a eles na luta contra o cativeiro de seres humanos. Entretanto, a posição contrária à escravidão da Igreja só surgiria anos depois que o último país escravista da história havia Abolido aquele sistema.
   É certo que diversos cristãos, católicos ou não, defenderam o fim da escravidão. Mas, ao contrário do que se pensa, tratou-se de uma minoria. Enquanto durou a escravidão, ela foi justificada e defendida majoritariamente pelos cristãos conservadores. E aqueles que lutaram contra o escravismo os tiveram como maiores opositores.
   Com o decorrer do tempo após o fim da escravidão isso foi caindo no esquecimento e hoje podemos ter padres, pastores, bispos, etc.. Com a cor negra, mas antes isso era improvável, pois para eles, eram apenas escravos e nada mais que isso.
   O escritor americano Joe Newman em seu livro “Race and the Assemblies of God Church: The Journey from Azusa Street to the "Miracle of Memphis" cita que desde 1914 os lideres BRANCOS e dominantes da ASSEMBLEIA DE DEUS nos estados unidos fizeram esforços para EVITAR participações de pessoas NEGRAS em suas reuniões, ser membro ou mesmo ter algum cargo de liderança na igreja, além dos lideres de Los Angeles serem racistas e tentarem SEGREGAR os negros, eles temiam que algum negro ganhasse liderança e com isso iriam sofrer criticas dos racistas do SUL dos estados unidos. A alta cúpula da ASSEMBLEIA DE DEUS por unanimidade criou um grupo ESPECIFICO para negros das assembléias de Deus, um igreja da "igreja" que se chamada Igreja de Deus em Cristo, onde os negros deveriam freqüentar lá, separados dos BRANCOS da ASSEMBLEIA DE DEUS.
   A história dos evangélicos no Brasil também é repleta de preconceito e conivência com o regime escravista.
   Os missionários evangélicos que chegaram ao Brasil colônia trouxeram a bíblia em uma dos maus e a chibata em outra, conheciam a palavra de justiça e igualdade pregada e praticada por Jesus, mas não tiveram coragem, não usaram essas palavras proféticas para denunciar e protestar contra o regime que aqui encontraram, foram omisso a toda injustiça e intolerância cometida contra o povo negro.


   Então a própria Assembléia de Deus que separava negros de brancos em suas igrejas, vem com o pastor Malafaia da mesma Assembléia de Deus, com um ato covarde, preconceituoso e hipócrita, usando seu poder de persuasão sobre uma massa, divulgando seu preconceito aos homossexuais, usando justamente o nome de Jesus que veio a muitos de nós pregar uma palavra de amor e respeito ao próximo, e agora esta tendo apoio de outros lideres cristãos como evangélicos e católicos.
   Todos nós temos os direitos de casar e construir uma família, mesmo se as pessoas são homossexuais, portadores do vírus dos HIV, negros, pobres, etc... Todos nós temos que ter direito a democracia, pois um país que se diz laico, não pode ser influenciado por um poder eclesiástico.
Tudo que esse pastor busca. Em vez de usar todo seu poder para o bem, como ajudar os mais necessitados, olhar para as regiões mais pobres do país, usar de verdade a verdadeira mensagem que Jesus ensinou, usa seu preconceito em cima disso para que ódio aumente cada vez mais, mesmo sabendo que o Brasil é o país que tem mais crimes contra homossexuais, ele ainda tenta aumentar essa estatística.
    É preciso pensar, pois para vivermos num país democrático, com paz, é preciso parar com esses tipos de hipocrisia, pois isso que esse pastor esta fazendo, seria a mesma coisa que Hitler fez na Alemanha.Ele ta ganhando cadeiras no parlamento estadual e federal, ele esta ganhando mais nome com suas polemicas e isso acaba ganhando mais apoio de homofóbicos e com sua influencia de líder religioso, ganha mais apoio de outros lideres religiosos e cantores gospel.
    Essa é a prova que o cristianismo é uma crença do próprio homem para interesses próprios, onde prega tudo, menos a verdadeira essência que é a palavra e os ensinamentos de Jesus que é amor ao próximo e respeito...

15 comentários to “Os cristãos e seus atos preconceituosos”

  • 5 de maio de 2011 22:06
    Lucas Araujo says:

    "cristianismo é uma crença do próprio homem para interesses próprios, onde prega tudo, menos a verdadeira essência"

    Cara, é isso. Sempre foi isso...

    delete
  • 5 de maio de 2011 23:10

    Respondo ao seu post com esse =)
    O velho #mimimi sobre "Homofobia"... http://bit.ly/kED68i
    Há diferença entre criticar o comportamento por questões religiosas ou filosóficas e discriminar a pessoa.

    delete
  • 5 de maio de 2011 23:22
    Keyko says:

    O mais preconceituoso de todos aqui: é você.
    Evangélicos são contra o homossexualismo, não contra os homossexuais e a questão não é achar "feio" ou ter "nojinho" nem pregar ódio. É uma visão religiosa q antes de falar VC DEVERIA PROCURAR SABER DO QUE SE TRATA!
    Aposto q vc nunca pisou numa igreja. Vá entender primeiro o que é ensinado pra depois ver se tem a ver com ódio e preconceito como vc enche a boca pra falar.

    delete
  • 5 de maio de 2011 23:44

    aff o seguidor do malafaia abriu a boca pra falar mais merda! poha não tem como defender uma pessoa dessa,que gasta dinheiro para pregar contra a homossexualidade aleia, ele deve ter coisas muito mais importantes e pessoas pra ajudar com esse dinheiro, para mim o "pastor" malafaia não passa de enrustido,encubado,maluco e retardado que mancha o nome do nosso pais com sua ignorancia, ele praticamente vende lotes do céu com seu programa( que deveria ser extinto da televisão!) é carnezinho do não sei oq,é tv do caralho a 4,e livro santo,é água batizadakkk
    ele não passa de um hipocrita,ridiculo e arrogante,devia ser trancado num manicombio e ser esquecido lá;junto com o outro retardado do waldomiro!

    E FODA-SE QUEM VAI ME CRITICAR FALO OQ PENSO E FODA-SE OS CRENTES FANATICOS!
    VÃO ARRUMAR UMA MULHER E CUIDAR DE SUAS VIDAS QUE VCS VÃO GANHAR MAIS, GARANTO QUE DEUS FICARÁ BEM MAIS FELIZ!!

    delete
  • 6 de maio de 2011 00:35
    Joseclei says:

    Em resposta a Keyko.Aonde vc acha q eu sou preconceituoso?Vcs batem na msm tecla, somos contra o homossexualismo e começa o bla bla bla...Mas quando se coloca leis que benefeciam as pessoas e nao o "ismo" começam a reclamar e fazem até passeatas.Vc citou que nunca entrei numa igreja,bem,fui criado dentro do cristianismo,minha noiva é evangelica,e estudo sobre o cristianismo ha 4 anos,e nao citei nenhum ato preconceituoso da minha parte,pois se vc leu o texto todo,apenas cito que há tempos o cristianismo foi contra as leis que beneficiavam as minorias.Entao antes da princesa isabel libertar os escravos,vcs falavam, "amamos os negros, mas somos contra a sua liberdade?"Pois tudo que presenciei na igreja foi oq citei,pois nunca vi fazerem algo de construtivo para humanidade, alem de atacar homossexuais e pessoas de religiões afros!!!

    delete
  • 6 de maio de 2011 01:12
    Keyko says:

    O problema é q vc generaliza.
    Respondendo ao carinha ali em cima por exemplo: onde foi q eu defendi o Malafaia? Eu nem gosto dele e pouco me importo se ele é pastor de verdade ou não. Quem vai se dar é ele não eu se não for.

    Segundo: Eu sou contra isso pq dará dor de cabeça pra gente. Como? Agora q é legalizado o q vc acha q vai acontecer qdo uma igreja evangélica se recusar a celebrar um casamento gay? Eu até já consigo ver a cova com leões...

    Terceiro: Vamos passar a visão das coisas segundo a minha ótica. LEIAM BEM: a MINHA ótica, não a do Malafaia ou de quem quer q seja, pq eu estou defendo a MINHA OPINIÃO não a MINHA RELIGIÃO, ok?
    Imagine q vc acredita no inferno e vê as pessoas indo pra ele alegres, felizes e contentes. Se vc não dá a mínima e está pouco se lixando pra elas, vc não faz nada, até incentiva "vai mais um pouquinho q tá lindo...", mas se vc como eu percebe o abismo em frente o que vc faz? Grita, obviamente.

    Vc me pedir pra aceitar algo q na minha visão vai te levar pro inferno é a mesma coisa q me pedir pra ser hipócrita e não me importar com vc. O caso é mais do q "padrão moral", se nós pregamos o que acreditamos então não podemos achar "bonitinho" ou "democrático" q as pessoas se auto-condenem. Se a sua visão não é a mesma, então vc ñ pode tentar me entender, nem fazer eu engolir o q ñ acho certo.
    Quando vc diz q agimos por preconceito, vc obviamente não entende a raiz do ensinamento de Cristo, se não entende é um pré-conceito.

    E se fosse mesmo mensagem de ódio no cartaz estaria escrito: "Humilhe ou mate um gay hoje".

    E estou pouco me lixando para o q o Malafaia acha ou deixa de achar e me parece uma atitude infantil, julgar uma nação de evangélicos por causa de "pastorzinhos famosos".

    delete
  • 6 de maio de 2011 01:22
    Finim says:

    Joseclei, gostei muito do assunto, interessante e atual, mas não acho que vem ao caso relacionar uma questão do passado como o preconceito aos negros, o que era intenso em determinada época nos EUA, e que veio mudando aos poucos, depois de Luther King Jr., e ainda vem mudando, com essa assunto, são coisas paralelas, mas a comparação não foi muito adequada...
    Bom, entrando no assunto central, creio que a Igreja muitas das vezes "peca" em segregar, isso é fato, e com certeza existe muito preconceito dentro de uma instituição religiosa que condene o homossexualismo. Eu, sinceramente, não compactuo com a maneira homossexual, no que condiz à escolha do parceiro, por achar que seja algo inviável para a reprodução natural do ser; dois SERES HUMANOS do mesmo sexo não podem se reproduzir, e isso vai contra a naturalidade das coisas. Porém, pela minha posição ou visão de não concordar com o homossexualismo, não quer dizer que eu condene quem tenha tal opção como "sexualidade". Acho importante respeitar o lado humano, seu direito de cidadão, etc...
    E uma questão polêmica: se defendem os direitos homossexuais, como ficam os direitos heterossexuais?! Já parou pra pensar por esse lado?

    delete
  • 6 de maio de 2011 02:33

    O direito a liberdade, garantia esta presente em nossa carta magna, deve ser sim estendida a todas as pessoas que observam os mandamentos da lei. Assim sendo, o bom senso nos leva a crer que a escolha por partes dos homossexuais de constituírem entre si união estável é uma possibilidade que não lhes pode ser negada, uma vez que ninguém tem o direito de, em defesa de seus valores pessoas, que são só seus, impor seus "dogmas sociais" a terceiros.

    delete
  • 6 de maio de 2011 07:00

    Finim, não entendo onde alguma vez os direitos heterossexuais alguma vez tenham sido ameaçadas pela conquista de direitos dos homossexuais. Eu mesma soui hétero e sempre divulguei o meu pensamento a favor dos direitos de qualquer minoria, e não me sinto nem minimamente ameaçada.

    Joseclei
    Tem tudo a ver falar do passado, de como as religiões viam os negros, porque assim como tiveram que mudar neste ponto, vão ter que mudar agora também, sem falar na questão das mulheres, do divórcio, e de vários outros assuntos, conforme a sociedade CIVIL avança.

    Grande abraço

    delete
  • 6 de maio de 2011 07:25
    Luan says:

    Finim, aonde seus direitos de heterossexual foram negados? Posso fazer uma lista com mais de 80 dos meus, como homossexual, se você puder fazer o mesmo, te apoiarei na sua luta pra conseguir esses direitos. Mesmo.

    E acho esse argumento de "vai conta a ordem natural das coisas" meio batido. Ser homossexual não é antinatural. Ok, eu não posso engravidar nenhum homem, mas isso começa a ser um problema por quê? Todas as crianças do mundo estão felizes, com a barriga cheia e orfanatos nem existem mais? Se o problema é só esse, qual a diferença de um casal homossexual para um heterossexual que concordou em não ter filhos?

    @Keyko, não quero ser grosso, mas você é muito prepotente pra achar que pode tirar o direito de alguém porque, NA SUA ÓTICA, essa pessoa pode ir para o inferno. Eu posso brincar de ser intolerante também e interditar todas as igrejas porque acredito que Deus não existe, ou só evangélico pode brincar?

    delete
  • 6 de maio de 2011 10:51

    keyko é tao retardado q nem sabe qual lei q passou, e nem entende porra nenhuma de direito.

    1- casamento na igreja nao vale porra nenhuma. sua igrejinha pode se negar a casar quem quiser, gay ou nao, q n faz diferença pro estado q eh LAICO. casamento vale é no civil
    2- se sua igreja se nega a fazer, problema dela. se negar a fazer casamento n eh homofobia, é só sectarismo idiota - e nossa constituicao reserva o direito de vc ser idiota.
    3- a lei q passou eh de uniao estavel, e n contra homofobia (ainda) deveria procurar antes de saber e espernear q os outros tem q entrar em igreja. a maior parte aqui entende mais de religiao q vc.
    4- a ciencia reconhece largamente q nao existe "homossexualismo", e sim homossexualidade. essa de "odeia o comportamento homossexual, mas nao o homossexual" é tao idiota e passada qnt dizer q nao odeia doce, odeia é a doçura.
    5- se vc eh contra pessoas do mesmo sexo se casarem ou viverem juntos, simples, tenho uma dica mt boa pra vc: nao se junte com alguem do mesmo sexo.

    delete
  • 6 de maio de 2011 13:26
    Michelle says:

    O fulano ai disse: Evangélicos são contra o homossexualismo, não contra os homossexuais. Me poupe é a mesma lógica dizer: Eu sou a favor do racismo, mas amo os negros. WTF

    delete
  • 17 de maio de 2011 11:26
    Anônimo says:

    Quando a Biblia foi escrita não existia nem papel.,como esses AUTORES SABERIAM QUE NOS DIAS ATUAIS ACONTECERIAM TANTAS CATASTROFES!? Tudo que está escrito nesta BIBLIOTECA E VERDADE NÃO E COMPREENDIDA PELOS SÁBIOS TERRENO.,Quem anda segundo esta Bússola que DEUS deixou, sempre viverá melhor.G

    delete
  • 4 de dezembro de 2011 21:33
    Anônimo says:

    PORCO DIO !!

    delete
  • 22 de junho de 2015 23:28
    Lima says:

    Comparação indevida. As comparações certas seriam: Uma mãe ama o seu filho independente do que ele faz de errado; Jesus ama o pecador, mas abomina o pecado. Michelle, você cometeu um grande equívoco.

    delete

Postar um comentário

 

Razão & Cultura Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger