sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Entrevista exclusiva com o candidato a vereador da cidade do Rio de Janeiro Professor Filipe



O Blog Razão e Cultura entrevistou na última quarta-feira (28) o candidato a vereador Professor Filipe do PSDC, um  dos professores de geografia mais conhecido na região da Zona Oeste da Cidade.


Professor Filipe é um combativo militante em defesa da educação, além de melhorias na Zona Oeste do Rio de Janeiro e outras pautas como saúde, mobilidade urbana e políticas públicas e esse ano será uma das apostas do PSDC e para aqueles que buscam uma renovação da política e trabalho sério dentro da câmara de vereadores.


Comente sobre a sua história e trajetória política e quais foram os motivos para querer se candidatar?

Comecei a ter contato com a política através do meu pai em 1988 e com tempo também passei a me interessar nesse campo, efetivamente me fazendo escolher ser professor de geografia. Nesse período vi de perto o descaso com a educação e seus profissionais da área, porém minha cidade tem muito mais problemas do que o descaso com a educação. Por isso aceitei o convite para ser candidato.


A mobilidade urbana da região foi prejudicada devido ao encurtamento e fim das linhas por causa do BRT e boa parte da frota não possui linhas com ar-condicionados, além disso, boa parte da população utiliza transporte alternativo como Vans e Moto Taxis. Quais as suas propostas?


A mobilidade da região precisa ser repensada e ser analisada cada caso, mas se eleito lutarei contra o fim das linhas que serão retiradas por causa do BRT, principalmente as linhas que vão para o Centro da Cidade. Outro projeto e o valor único de R$3,80 durante 2 horas e meia e todos os meios de transportes como BRT, metrô, trens, etc.... Interligação dos transportes alternativos com a linhas ferroviárias, criação de bicicletários nas linhas do BRT, além do aumento da malha cicloviárias e o fim da dupla função dos motoristas de ônibus.


Vamos falar de educação, já que foi professor por muitos anos. Qual são seus objetivos para o melhoramento nessa área?


Primeiro corrigir no que está errado como o funcionamento pleno dos colégios municipais existentes e criação de creches e espaço de desenvolvimento infantil (EDIs), além disso, acho importante o acesso de moradores e alunos nas escolas nos finais de semana para o desenvolvimento e qualificação criança e do adolescente, ale do adulto e do idoso como reforço escolar, pré-vestibular e Ensino de Jovens e Adultos, além de cursos extracurriculares como informática, línguas estrangeiras garantindo certificado e outras práticas como esportes, artes marciais e aulas de música. Não podendo esquecer da educação especial e pressionar a prefeitura para a convocação de professores auxiliares e expandir o número de estagiários, além de valorizar os profissionais por meio de formação continuada e aumento de recursos disponíveis. Não só na área de educação, mas também na área da saúde.


Falando em saúde, quais são suas propostas tanto na saúde como na área de políticas públicas?


Para saúde quero implantar o programa nos bairros com equipes multiprofissionais voltada para campanhas de prevenção e diagnósticos de doenças, diminuir as filas de espera para consultas e exames mediante o uso de tecnologias e parcerias com o governo estadual e federal, além de contratar novos profissionais e investimentos nos programas de prevenção a saúde. Outros projetos são ônibus itinerantes nos bairros para realizações de exames, melhorar a cobertura de medicamentos e criação das alas de atendimento infantil, separando das crianças. Nas políticas públicas quero criar um conselho de moradores para que a cidade seja pensada por quem mora no bairro, cobrar o prefeito o saneamento dos bairros, exoneração dos cargos e taxas trabalhistas para criação de mais empregos, retornar com os guardas municipais dentro das escolas e nos bairros garantindo segurança do cidadão e melhoria da iluminação de ruas e praças.


Obrigado candidato, para finalizar, agora fale em poucas palavras o porque da população votar em você?


Sou uma nova opção a uma velha política e vote 27277.

Debate Rede Globo a Prefeitura do Rio de Janeiro

Na noite de quinta-feira (29), foi realizado pela Rede Globo, o quarto e último debate desta corrida para Prefeitura do Rio de Janeiro. O debate foi mediado pela apresentadora Ana Paula Araújo.

Desta vez o programa foi o mais tenso que nos debates anteriores, muito pela conduta da Jandira Feghalli, que continuou adotando uma campanha nacionalizada em relação ao impedimento da ex-presidente Dilma Rousseaf e trocas de farpas entre os candidatos Marcelo Freixo e Pedro Paulo, que estão empatados tecnicamente nas pesquisas de intenções de votos, além dos ataques contra o candidato do PMDB indiretamente e o clima de torcida entre os convidados que estavam na platéia.

O debate teve vários confrontos. No início teve entre Jandira e Pedro Paulo trocando ofensas e cada um pedindo o direito de resposta. Depois foi a vez do Pedro Paulo e Marcelo Crivella, onde o candidato do PRB sugeriu que ele trocasse de partido, além de rebater as alianças com Garotinho e a ligação com Bispo Macedo e a Igreja Universal falando sobre as alianças com PMDB com empreiteiras e a ligação do partido com os casos de corrupção como a Lava Jato. O embate mais tenso no debate foi entre Marcelo Freixo e novamente Pedro Paulo. O candidato do PSOL lembrou das duas mortes ocorridas da ciclovia Tim Maia, além de sempre bater na tecla ao falar do Planeta Pedro Paulo, que rebatei sobre a agressão do assessor de Marcelo Freixo, condenado pela Lei Maria da Penha, que rebateu falando que exonerou seu funcionário, enquanto o candidato do PMDB foi promovido a concorrer as eleições da prefeitura. No final ainda teve o Marcelo Freixo rebatendo a vice do Pedro Paulo Cidinha Campos, que estava na platéia, falando que ela não gostava dele, enquanto a sua neta gostava. Fora isso e o ataques a Pedro Paulo, que ao meu ver saiu derrotado no debate, foi ameno entre os candidatos, principalmente quando se elogiavam e fizeram dobradinha para atacar o candidato do PMDB.

Apesar de um debate mais ideológico do que propostas em prol da cidade algumas coisas foram citadas pelos candidatos, quanto eles não estavam trocando carinhos. 

Agora vamos falar dos candidatos que estavam presentes no debate:

Marcelo Crivella (PRB): Começou com o mantra em sua campanha como cuidar das pessoas. Falou sobre o projeto dos CIEPs criados por Brizola e citando que foi destruída pelo PMDB na época de Moreira Franco precarizando o modelo que pertencia a gestão anterior, também falou sobre a reclamação das pessoas com a péssima qualidade do transporte que afetava a todos os usuários.

Marcelo Freixo (PSOL): Começou o debate criticando a saúde, como o alto número de casos de tuberculose na cidade e prometendo melhorar os salários e as condições de trabalho aos profissionais da saúde e fala que anarquia é o que a gestão PMDB faz em alusão as indiretas do Pedro Paulo, também falou em rever os contratos com as OSs e que não vai fechar a clínica da família. Também questionou sobre o combate as milícias, citando que é máfia e quem sofre são os moradores da Zona Oeste e falar em combater como enfraquecer a economia deles, além disso, falou sobre o desemprego no Rio e falou em investir em grandes obras de saneamento, empregando os moradores dos próprios bairros e de moradia popular no Centro da cidade.

Jandira Feghalli (PC do B): Começou o debate nacionalizado a questão do impedimento da Dilma Rousseaf, recebeu o direito de resposta da Rede Globo, Depois falou em saúde como fazer obra de saneamento e inflaestruturas nas áreas mais urbanas, incorporando as favelas na cidade através do seu projeto Nova Brasil.

Flávio Bolsonaro (PSC): Nada de diferente nos outros debates, começou falando de segurança e armar a guarda municipal, treinar e trazer os reservas do ultimo concurso. Defendeu o Escola Sem Partido e criticando a ideologia de gênero.

Pedro Paulo (PMDB): Começou falando sobre coisas positivas que fez na gestão do Paes e quando foi questionado sobre saneamento, falou que vai usar a iniciativa privada para acelerar o processo e comentou sobre áreas tratadas de uma forma inteligente.

Índio da Costa (PSD): Começou falando em querer entender o que acontece com eleitor sobre os problemas e dificuldades da cidade, prometendo criar um aplicativo de celular. Falou também em limpar a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Alessandro Molon (Rede): Começou o debate se dirigindo aos professores, lembra da repressão da prefeitura e prometendo melhorias na educação e a criação de novas creches na cidade. Falou também sobre o legado olímpico citando Londres que escolheu um dos lugares mais pobres o parque olímpico, criticando o Rio de escolher a área mais rica e aposta no turismo, oferecendo mais empregos, cultura e deixando as ruas mais seguras, além do investimento em coleta e tratamento de esgoto para toda cidade. Falou sobre os gastos públicos e prometeu transparência e fiscalização. Falou sobre aproveitar as universidades e centros de pesquisas para gerar empregos. Sobre segurança, falou sobre um planejamento de segurança pública para cada território onde tem a guarda municipal distribuindo uma forma inteligente em parceria com a Polícia Militar.

Carlos Osório (PSDB): Osório começou atacando as promessas de Pedro Paulo sobre a criação de novas escolas. Falou sobre a regulamentação do Uber, incluindo um limite de carros, além de cobranças de impostos. Prometeu preparar a cidade em todas as esferas, o investimento em saneamento gerando mais ou menos 58 mil empregos.

O que esperar nas eleições?

Foram menos de dois meses de campanha, quatro debates televisivos e outros debates em diversos lugares na cidade, várias sabatinas e campanhas diárias. Apesar do esforço de cada candidato, a nacionalização na eleição da cidade foi o mais comentado, além da segurança e dos processos que alguns deles tem, não esquecendo os padrinhos de cada um que podem dar e tirar votos dos candidatos e a polarização direita e esquerda tão comentado nos últimos anos. Oito candidatos com chances, mas somente dois chegarão no segundo turno. Crivella é quase certo, tem poucas chances de vencer no primeiro turno, mas acho improvável, assim como não chegar ao segundo turno. Freixo e Pedro brigam pela segunda vaga, mas o candidato sofre pela rejeição da população com a esquerda, além da própria divisão dela. Pedro Paulo pela questão em relação a sua ex-mulher e queda da popularidade do prefeito Eduardo Paes, em que ele fez parte. Creio que Jandira e Índio tem pouquíssimas chances, assim como Osorio e Molon, porém o ultimo citado foi bem no ultimo debate e pode “roubar” votos do Freixo e da Jandira. Bolsonaro corre por fora, mas pela popularidade do seu pai e falta de ordem onde muitos querem de volta, além nas regiões mais pobres que sofrem com alto índice de violência. Dia 2 está em aberto e falarei sobre isso após a eleições. 

Joseclei Nunes (@JosecleiNunes) é fundador e editor do blog Futebol Retrô. Escritor, graduando em História. Ama futebol, política, escolas de samba e um bom papo de botequim.

Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Campeonato Argentino - Análise da 2ª Rodada

Amigos leitores e apaixonados do futebol argentino após dois anos estaremos de volta para comentar o resumo das rodadas do Campeonato Argentino, que teve nesse fim de semana a segunda rodada que teve a vitória dos cinco grandes, além das equipes de maiores expressões como o Newel’s, Estudiantes e Velez Sarsfield sobre o Rosario Central. Em duas rodada, seis clubes estão invictos, enquanto cinco clubes seguem sem pontuar. Abaixo segue algumas análises:

San Martín SJ 0 x 2 Racing Club

A La Academia foi até o Ingeniero Hilario Sánchez (San Juan) e garantindo a primeira vitória após o empate em casa sobre o Talleres Cordoba no El Cilindro. Os gols foram feitos por Acuna aos 13 minutos do primeiro tempo e Diaz aos 35 minutos do segundo tempo.

Na próxima rodada o Racing volta jogar em casa contra o Defensa y Justicia, enquanto o San Juan joga no Monumental de Nuñez contra o River Plate.

Defensa y Justicia 0 x 2 San Lorenzo

O Ciclón foi outro que também garantiu a primeira vitória fora de casa após o empate com San Martin e a derrota na Itália contra Roma em um amistoso na semana passada. Os gols do San Lorenzo foi para o Blandi aos 21 minutos no primeiro tempo e Cardona contra aos 35 minutos do segundo tempo.

Na próxima rodada o San Lorenzo enfrenta o Velez Sarsfield no Gasometro, e o Defensa joga no Cilindro contra o Racing.

Independiente 2 x 0 Godoy Cruz

O Rojo continua 100% no campeonato e a vitória dessa vez foi contra a equipe da Província de Mendoza com os gols de Vera aos 2 minutos e Barco aos 48 minutos do segundo tempo.

O Independiente enfrenta tem o Lanús na quarta-feira pela Sul-Americana e depois jogará fora contra o Quilmes. O Godoy Cruz enfrenta o Boca Juniors em casa.

Newell’s Old Boys 1 x 0 Tigre

O Newell’s recebeu o Tigre em casa e venceu a equipe com o único gol para a equipe de Rosario. Mauro Formica aos 30 minutos do segundo tempo, garantindo os 100% do campeonato.

O Newell’s Old Boys jogará fora contra o Sarmiento na próxima rodada, enquanto o Tigre recebe o Huracán em casa.

Vélez Sarsfield 2 x 0 Rosario Central

Pavone foi o grande destaque da partida, fazendo dois gols aos 7 minutos do primeiro tempo e no inicio do segundo tempo com 50 segundos garantindo a primeira vitória para o El Fortín.

Na próxima rodada o Vélez Sarsfield encara o San Lorenzo no Nuevo Gasómetro. O Central recebe o Patronato no Gigante de Arroyito.

Estudiantes 1 x 0 Sarmiento

O Estudiantes venceu o Sarmiento com o gol de Bailone aos 14 minutos da no primeiro tempo. Com a vitória, é um dos clubes que manteve os 100% de aproveitamento.

A equipe de La Plata agora irá até Tucumán encarar o Atlético na próxima rodada. O Sarmiento recebe o Newell’s em Rosario.

Boca Juniors 3 x 0 Belgrano

Em partida realizada no Alberto J. Armando, a equipe de La Boca garantiu a primeira vitória no campeonato. O primeiro gol foi de Tevez aos 33 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois o atacante foi expulso, mas o Boca conseguiu fazer mais dois gols com Pavon aos 45 minutos no fim da primeira etapa e Fabra aos 39 do segundo tempo.

Na próxima rodada, o Boca jogará fora contra o Godoy Cruz e o Belgrano recebe o Olimpo em Córdoba.

Talleres 0 x 1 River Plate

Los Millonarios manteve os 100% no campeonato e jogando no Mario Alberto Kempes garantiu a vitória com gol único com gol do equatoriano Mina aos 16 minutos do segundo tempo.

Para manter a invencibilidade, o River jogará contra o San Martín de San Juan no Monumental e Talleres encara o Colón em Santa-Fé.

Outras Partidas

Patronato 0 x 1 Gimnasia
Gol: Niell (27 ST)

Huracán 1 x 1 Quilmes:
Gols: Sosa(Hur) 25 ST e Andrada(Qui) 25 PT

Olimpo 0 x 0 Lanús

Banfield 0 x 0 Colón

Unión 0 x 0 Aldosivi

Arsenal 1 x 3 Atlético Tucumán
Gols: Bottinelli(Ars) 3 ST; Menendéz (Tuc) 29 e 39 St e Acosta (Tuc) 36 ST

Atlético Rafaela 1 x 0 Temperley
Gol: Fernando Luna (19 PT)

Classificação do Campeonato



EQUIPOPTS.
1River Plate
6
2Estudiantes
6
3Atlético Tucumán
6
4Gimnasia
6
5Independiente
6
6Newell`s
6
7San Lorenzo
4
8Racing Club
4
9Colón
4
10Lanús
4
11Unión
4
12Boca Juniors
3
13Vélez
3
14Atlético Rafaela
3
15Sarmiento
3
16Temperley
3
17Godoy Cruz
3
18Huracán
1
19Quilmes
1
20Talleres
1
21Olimpo
1
22San Martín (SJ)
1
23Def. y Justicia
1
24Rosario Central
1
25Aldosivi
1
26Banfield
1
27Patronato
0
28Arsenal
0
29Belgrano
0
30Tigre
0

Próxima Rodada
Joseclei Nunes (@JosecleiNunes) é fundador e editor do blog Futebol Retrô. Escritor, graduando em História. Ama futebol, política, escolas de samba e um bom papo de botequim.


Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)

 

Razão & Cultura Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger