segunda-feira, 16 de junho de 2014

Projetando o Grupo F!




Artigo publicado no blog Jovens Cronistas: Clique aqui
 
Antes do sorteio da chave de grupos, ninguém poderia imaginar que a Argentina poderia ter uma chave com mais facilidades do que outras favoritas que estarão no famoso grupo da morte. Em uma chave com Bósnia, Nigéria e Irã, o caminho poderá ser mais fácil para a equipe albiceleste até as oitavas de finais. A outra vaga poderá ser decidida entre Bosnia e Nigéria e o Irã poderá ser a equipe que definirá a segunda classificada. Abaixo farei uma breve análise do que podemos encontrar em cada equipe que esta no Grupo F.


Argentina

Imagine um ataque com Di Maria, Higuain, Aguero e Messi? Seria bom se a defesa não preocupasse gerando muita desconfiança, uma difícil missão para Garay, Campagnaro e Cia. Além do goleiro Romero, que podem garantir lá atrás, enquanto Messi & Cia resolvem no ataque. Outra aposta da Argentina começou pela vinda do técnico Alejandro Sabella, que conquistou argentino e a libertadores com o Estudiantes para enfim trazer a taça, que não vem desde 1986.

Sabella porém, descartou Tevez que vive em uma boa fase na Itália e mesmo com apelo nacional, ele não foi convocado para a copa. O esquema tático que Sabella que talvez utilize para o torneio será 4-3-3, porém com muitas possibilidades de alterações de uma partida para outra. Duas linhas de quatro no 4-4-2 e o 5-3-2 já foram testados pelo treinador e poderá utilizar em momentos importantes no decorrer do Campeonato.
Nas Eliminatórias da América do Sul para a Copa, a Argentina se classificou em primeiro. Foram 16 jogos, 9 vitórias, 5 empates, 2 derrotas, 35 gols marcados, 15 sofridos, sem contar as vitórias sobre Alemanha, Itália e Brasil nos amistosos.

Bósnia

Primeiro pela briga da segunda vaga do grupo, a Bósnia trocou o comando, Safet Susic sucedia o Croata Blazevic. Com oito vitórias em dez jogos, primeiro do grupo, trinta gols feitos e seis sofridos em uma campanha sólida e pouco exigidos. Com destaque para Dzeko, craque do time que com dez gols foi o vice-artilheiro das Eliminatórias Europeias. Outros destaques da Bósnia, são os meias Misimovic, Lulic e Pijanic e o atacante Ibisevic.

A Bósnia entra em duvida em qual tática será usada:  4-2-3-1 ou 4-3-1-2, mas talvez optará no esquema 4-4-2, enfatizando o meio decampo com Pjanic e Misimovic que fazem a bola chegar nos pés de Dzeko e Ibisevic. A Bósnia dependerá do talento de Dzeko e do toque de bola para chegar as oitavas.

Irã.

Candidato a saco de pancadas do grupo. É uma equipe pouco experiente e que possui poucos jogadores que jogam fora de sua liga nacional. Indo para sua quarta copa, a primeira em 1978, a equipe Iraniana trouxe o  técnico português Carlos Queiroz, que costuma realizar grandes trabalhos por onde passa e treinou Portugal em 2010. O destaque do time será o atacante Dejagah, que jogou na Bundelisga e o volante Javad Nekounan. O Irão contará também o a jovem promessa de 19 anos Sardar Azmoun.

O esquema tático de Queiroz será o 4-4-2, mas indo para 4-2-3-1, fechando duas linhas de quatro sem a posse de bola. Fechando a parte defensiva, a equipe Iraniana utilizará a velocidade e partir em um contra-ataque, passando por Nekounan que fará as principais jogadas aéreas para a bola chegar ao ataque.
A inexperiência em copas ainda será um problema para a seleção do Irã, mas com Carlos Queiroz no comando e a força do sistema defensivo, poderá ser um problema para equipes que estão brigando pela segunda vaga nas oitavas.

Nigéria

Outra que briga pela segunda vaga. É a atual campeã africana e vem mostrando um bonito futebol, mas não foi bem na Copa das Confederações em 2013. A equipe pode contar com alguns jogadores de boa qualidade como o volante John Obi Mikel e Victor Moses e um ataque com Ahmed Musa e Emmanuel Emenike que será o ponto forte para a classificação.

O esquema tático da Nigéria pode ser o 4-3-3, mas nos últimos amistosos, os águias variaram entre  4-2-3-1 e  4-4-1-1 recuando Moses e Musa na linha do meio de campo ao lado dos volantes Mikel e Onazi. Na partida contra o México, Michael Uchebo atuou como "ponta de lança" a frente da segunda linha Nigeriana, encostando como um segundo atacante ao lado de Emenike.

A Nigéria irá depender do ataque para conquistar alguns pontos preciosos para conseguir a vaga para as oitavas.


É isso amigos, essa foi a análise de possibilidades para o Grupo F, minha cobertura dos jogos se inicia já neste Domingo, espero vocês.

Curta nossa Page: Jovens Cronistas! (Clique)

0 comentários to “Projetando o Grupo F!”

Postar um comentário

 

Razão & Cultura Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger